Alef Bet – Curtinhas 2

O Rafinha Bastos poderia dizer em hebraico “tô afim de comer este bebê”, e em Israel as pessoas não só não ficariam chocadas, elas achariam fofo. Em hebraico, estar afim de comer um bebê significa que uma pessoa acha o bebê fofíssimo e gostaria de aperta-lo e beija-lo (ba li leechol oto! = בא לי לאכול אותו), mas nada de sexo, como no português. O que mais pode-se comer no sentido figurado? Comer noodles (leechol lokshim = לאכול לוקשים) veio do idish, e quer dizer acreditar em mentiras, ser tapeado. Comer alguém sem sal (isto é, sem usar sal), significa colocar alguém no chinelo (leechol mishehu bli melach = לאכול מישהו בלי מלח). “Eu a comi” (achalti ota = אכלתי אותה) é a expressão que se usa para “me ferrei”. Comer o pão que o diabo amassou se diz “comer sapos” em hebraico (לאכול צפרדעים).

As palavras para macho e fêmea ambas tem associação com “perfurar”. Macho se diz Zachar (זָכָר) em hebraico, e em aramaico é Dakar (דכר), que por sua vez tem conexão com o verbo picar/apunhalar, (daqar = דָּקַר ). Fêmea se diz Nekeva (נְקֵבָה), que obviamente deriva de perfurar (naqav = נָקַב) e também de furo (neqev = נֶקֶב). Não é difícil imaginar as “picadas” e “furos” que deram origem aos termos.

Bolt-with-nut

Em Israel poucos conhecem a história dos três porquinhos (por que será?). Chapeuzinho vermelho se diz “solidéu vermelho” (kipá adumá = כיפה אדומה), João e Maria se diz Ami veTami (עמי ותמי), Rapunzel é sininho (paamonit = פעמונית), e Cinderela é Cinderela mesmo, mas também se diz sujinha (lichluchit = לכלוכית).

E como duas pessoas fazem para sincronizar uma ação, por exemplo, para pularem juntos? Em São Paulo se diz “um, dois e já!”. No Rio de Janeiro se diz “um, dois, três e já!” Em Israel se diz “três, quatro e…” (shalosh, arba ve… = שלוש, ארבע ו). Por que se pula os números um e dois? Um bom chute é que veio do mundo da música, é o que se diz antes de uma banda começar a tocar: “three, four, and”.

Cada vez que eu falo “arroba” em hebraico, me dá fome. O termo mais comum é Strudel, como o doce de massa folhada. A letra “a” esta toda enrolada, assim como o recheio de maçã está enrolado na massa. O termo oficial para “@” dado pela Academia de Língua Hebraica é Kruchit, que é uma derivação do verbo envolver, KaRaCH, que também dá nome ao sanduiche KaRiCH. Há também quem diga arroba em ingles, “at” (ét).

strudel

Por aqui é muito comum o sucateiro passar pelas ruas da cidade chamando a população pelo megafone a descer e se livrar das suas velharias, como máquinas de lavar quebradas e móveis imprestáveis. O que o sucateiro diz pelo alto-falante? Alte Zachen! Isto significa literalmente “coisas velhas” em idish (se escreve אלטע זאכן, e em alemão se diz igual, e se escreve “alte Sachen”). O engraçado é que muitas vezes o sucateiro aqui é árabe, e sua profissão lhe exige que fale idish o dia inteiro!

Em português posso perguntar a opinião de alguém assim: “De zero a dez, quanto você dá pro filme”? Em hebraico a escala de opinião vai sempre de 1 a 10, sem o zero. Na escola, a escala de notas vai de 0 a 100.

O plural em hebraico é denotado por sufixos, normalmente “IM” para palavras masculinas e “OT” para femininas. Assim, o plural de yeled (menino) é yeladim, e de yalda (menina) é yeladot. Algumas palavras estrangeiras chegam ao hebraico já no plural, mas às vezes não são reconhecidas como tais apesar do sufixo S. O exemplo clássico é a massa folhada bureka, que por aqui se diz “burekas” no singular, e “burekasim” no plural. Outros plurais duplos são “shrimpsim” (camarõeses) e “alfajoresim”, plural do doce argentino alfajores (“me vê um alfajores”) . Já que falamos de doces, croissant por aqui se pede “corazón”. Muitos israelenses tem uma boa noção de espanhol, e não há o que fazer para os convencer de que a pronuncia é francesa, e que não tem nada a ver com o coração. Nem o formato de lua crescente ajuda…
“Por favor, um croissant”. “-QUÊ?”. “Um corazón…”. “-É pra já!”.

SAMSUNG


Os chatos de plantão não precisam me alertar que existem infinitas excessões no uso dos sufixos IM e OT. Isso é assunto para outro artigo. Aguardem.

Foto de capa: Flickr

Comentários    ( 2 )

2 comentários para “Alef Bet – Curtinhas 2”

  • Thiago

    21/10/2013 at 22:40

    Acho que esse shalosh arba ai vem mais do rikudei am!

    Outro fato curioso são as palavras que vem de outra língua e recebem derivações um tanto indevidas em hebraico, como por exemplo o sufixo “ex” que ganha corpo, vira um substantivo (para ex-namorado), tem plural e até feminino (“exit”). Uma vez fui falar pra um amigo algo sobre uma “ex” e perguntaram se eu tinha namorado um homem!

  • Rafael Stern

    22/10/2013 at 20:08

    É curioso como um ser que esquece datas de aniversário, aniversário de namoro ou casamento, de abaixar a tampa do vaso sanitário, e outros esteriótipos de coisas que os homens esquecem (para o bem da piada) se chame em hebraico “lembrou” (זכר).

Você é humano? *