Atualização – Sequestro na Cisjordânia – 16 de junho de 2014 (parte 2)

17/06/2014 | Conflito; Política

Informações sobre o sequestro de tres adolecentes israelenses por terroristas na Cisjordânia – 5° dia – 16 de junho de 2014


Israel, 2:30 / Brasil, 20:30 (16/06)

O exército israelense segue realizando operações simultâneas na Cisjordânia e na Faixa de Gaza. A região metropolitana de Hebron é o principal alvo do exército no momento. Acredita-se que o paradeiro dos três jovens sequestrados, Eyal Yifrah, Naftali Frenkel e Gilad Shayer, seja a cidade. Hoje, dois soldados foram feridos levemente ao serem atingidos por pedras em confrontos com moradores da cidade.

O confronto extendeu-se para a Faixa de Gaza, onde o exército tem realizado ataque esporádicos, respondendo ao lançamento de foguetes nas cidades israelense próximas ao local. A cidade litorânea de Ashkelon é a principal afetada, embora nenhuma vítima tenha sido registrada.

Os ativistas do Hamas seguem sendo o principal alvo da busca israelense, uma vez que o governo e o exército já manifestaram claramente sua certeza no envolvimento do grupo no sequestro, embora até agora nenhum representante do Hamas tenha assumido a autoria.

Em Israel, por todo o país realizaram-se preces coletivas pelas vidas dos três jovens sequestrados. As maiores se deram no Muro das Lamentações (Jerusalém) e na Praça Rabin (Tel-Aviv). Os pais dos três frequentemente dão declarações agradecendo aos israelenses pelo apoio espiritual e pedem para que as rezas não cessem. Diversos políticos já visitaram as comunidades onde vivem as famílias.

Mahmoud Abbas
Mahmoud Abbas

Hoje à tarde, o presidente da Autoridade Palestina (AP) Mahammoud Abbas pronunciou-se publicamente pela primeira vez sobre o sequestro, após telefonar para o Primeiro Ministro Israelense Bibi Netanyahu (quebrando um gelo de mais de um ano), condenando o crime. Netanyahu disse esperar que Abbas ajude o exército israelense a encontrar os jovens, já que os sequestradores teriam saído de territórios controlados pela AP.

Mais informações aqui e aqui.

 

Comentários    ( 2 )

2 Responses to “Atualização – Sequestro na Cisjordânia – 16 de junho de 2014 (parte 2)”

  • Daniel

    17/06/2014 at 16:29

    Tem o discurso do Mahmoud Abbas para publicar?

  • Raul Gottlieb

    17/06/2014 at 18:40

    Quando vocês mencionam que “A cidade litorânea de Ashkelon é a principal afetada, embora nenhuma vítima tenha sido registrada” dão a entender que como ninguém morreu a cidade não foi tão afetada assim.

    Eu acho que este “embora”, traduzido pelo idicionário Aulete como “Ainda que; posto que; apesar de que”, é completamente descabido.

    A cidade foi afetada pelos ataques dos árabes e o ataque poderia ser ainda mais grave se alguém tivesse morrido.

    Assim que a preposição deveria mostrar um acréscimo em gravidade e não o decréscimo que o “embora” introduz.

    Algo como “A cidade litorânea de Ashkelon é a principal afetada e felizmente nenhuma vítima fatal foi registrada” me parece muito mais apropriado.

    Pense na professora da escola devolvendo o teu filho dizendo: “Ele levou uma surra dos coleguinhas, muito embora continue vivo”.

    Ia pegar meio mal, não é mesmo?

Você é humano? *