Cidades-Gêmeas

O inglês Barão Edmond de Rotschild foi o grande benemérito que financiou as primeiras aliot (imigrações), de judeus da Europa Oriental à Terra de Israel, na época, sob o Império Otomano, há 120 anos. Os assentamentos foram ocorrendo em terras áridas, ou pântanos, nem sempre ideais ao cultivo. Mesmo assim, os espaços vazios, inabitados, adquiridos a alto custo, foram formando novas colonizações.

Primeiro, Rotschild homenageou seu pai, com Zikhron Yaacok (1882), ou seja, Recordo de Jacó. A localização é o ponto superior de uma montanha, de frente para o Mediterrâneo. Até hoje, creio que trata-se da única cidade serrana do mundo, com vista para o mar. Algo incrível. Imagine-se passeando por Campos do Jordão (SP), Petrópolis e Teresópolis (RJ), ou Gramado e Canela (RS), podendo deparar-se, em um repente, com o verde-anil do horizonte sem fim marítimo.

Localizada no norte, quinze minutos antes de chegar a Haifa, Zikron abriga excelentes restaurantes, lojas de arte, a biblioteca centenária dos Rotschild e uma população privilegiada. Considera-se ponto importante do turismo interno, ainda não tão popular junto aos milhões de estrangeiros que vão a Israel, todos os anos.

O presente à mãe veio logo depois. Mazkeret Batya (1883-Lembrança de Batya) fica ao lado de Rechovot e 25 quilômetros ao sul de Tel Aviv. A grande maioria dos 9.900 habitantes vive em belas casas, dando a impressão de que o município é um grande condomínio. Lá, encontramos um Complexo Histórico com peças do Mandato Britânico (1914-1948), Guerra de Independência (1948), além da Grande Sinagoga, do Cemitério Civil-Militar e dos Moinhos e Fonte de Água, todos quase centenários.

Israel é um país menor do que o Sergipe, podemos atravessá-lo de ponta a ponta em menos de 500 quilòmetros, mas, às vezes, deixamos escapar locais como estes. Ah, não deixem de terminar os passeios tomando vinhos nacionais, em bons restaurantes de comida italiana, tanto em Zikhron, como em Mazkeret Batya.

Comentários    ( 8 )

8 Responses to “Cidades-Gêmeas”

  • 31/12/2012 at 06:30

    Adorei a dica Nelsito! Não deixarei essas cidades de fora na próxima visita!

  • Rita Burd

    31/12/2012 at 13:20

    Querido Nelsinho,
    sou uma privilegiada. Conheço ZIHKRON YACOV e MASKERET BATYA. Fui “apresentada” à estas duas maravilhosas cidades pelos meus primos RITINHA E AVI.
    Fiquei tão encantada que disse: quero morar AQUI, em ZIKRON YACOV. Declarei em voz alta e bom som.
    Muito obrigada por me fazer voltar no tempo, e saborear esta experiência que passei.
    KOL HAKAVOD
    Rita

  • Rita Burd

    31/12/2012 at 17:36

    NB
    HOUVE UM EQUÍVOCO.
    VISITAMOS ZIKHRON YACOV COM OS PRIMOS RITINHA E AVI. MASKERET BATYA FICA PARA O PRÓXIMO PASSEIO
    RITA

  • Rodrigo Nome na Lista

    02/01/2013 at 07:10

    Show de buela, Nelsão… Já dei “check” nesta cidade, agora quero saber as próximas imperdíveis!! Seria o caso de uma séria de reportagens?? hehe

  • Nelson Burd

    02/01/2013 at 08:15

    Maravilha, Rodriguinho, olha, tem mais algumas por ai, sim. A minha Haifa, Rosh Pina, uns lugares legais por ai. Rola serie, mas intercalando com outros assuntos. Serie sim, mas com intervalos. Mae, Mazkeret Batya, realmente, fica para a proxima. Mora, voces vao adorar as cidades.

  • Nina

    02/01/2013 at 09:22

    Demaiss, uma serie de reportagens seria otimo, quero explorar mais esse pais lindo que vivemos, boas dicas sao fundamentaiss!!!!!!!!!!!

  • Clarice Oren

    02/01/2013 at 19:27

    Bonissimo trabalho Nelson! Zichron Yakov e realmente uma cidade linda! e um pouco de historia sempre ajuda! kol akavod!

  • Nelson Burd

    02/01/2013 at 21:39

    Nina, vai rolar no decorrer a serie, mas com intervalos. Clarice, vou levar a Linlin para la.

Você é humano? *