Curtinhas – Maio 2013

12/05/2013 | Curtinhas

Euro Sub-21

Vai começar o Campeonato Europeu de Seleções sub 21. Desta vez, o torneio será realizado em Israel e terá quatro cidades sede. Jerusalém, Tel Aviv, Natania e Petach Tikva.
Israel, como país organizador, recebe uma vaga para buscar o título ao lado de outras sete seleções que sobreviveram às eliminatórias: Inglaterra, Italia, Russia, Noruega, Alemanha, Holanda e Espanha.
As equipes estão divididas em dois grupos, onde a primeira e a segunda colocadas de cada um deles passa a semi-final.
O time israelense tem jogadores que atuam fora do país e alguns jornalistas consideram possível surpreender as grandes potências.

Nós estaremos na torcida!

Acesse o site oficial do torneio:
www.u21israel.com

Escrito por Bernardo K. Schanz


Metade do país no Facebook

Cerca de 42 milhões de fotos e 129 milhões de posts foram compartilhados no Facebook no último mês. O número de likes/curtidas também é impressionante: 764 milhões. O botão “curtir” foi clicado cerca de 25 milhões de vezes por dia em Israel. Por volta de 384 mil vídeos foram postados no Facebook no último mês, 13.1 milhões de status foram atualizados, além de 12.4 milhões de comentários nas páginas dos 4 milhões de usuários israelenses do site. E você? Curte também?

Escrito por Bernardo K. Schanz e Claudio Daylac 


Vem chegando o verão…

Neste sábado (18/5) participei, junto com algumas centenas de pessoas, de uma manifestação que passou pelo Centro de Jerusalém e culminou com barulhentos protestos em frente à residência oficial do primeiro-ministro. Pela segunda semana seguida, milhares de pessoas saíram às ruas nas principais cidades do país, contra o projeto de orçamento proposto pelo governo, que prevê aumento de impostos e corte de investimentos governamentais nas mais diversas áreas. Os nomes mais xingados gritados foram os do primeiro-ministro Benjamin Netanyahu e de seu ministro da fazenda, Yair Lapid.

Vislumbro um longo e quente verão diante de nós…

Escrito por Claudio Daylac


Um pouco de esporte

Certos de que os leitores do Conexão Israel se interessam não só por política e religião, vamos atualizar e comentar sobre os últimos acontecimentos esportivos em Israel e sobre atletas israelenses:

O Macabi Tel Aviv, um dos quatro maiores clubes de futebol do país, encerrou um jejum de 10 anos ao conquistar a Ligat HaAl (Campeonato Israelense da Primeira Divisão) na temporada 2012-2013. O clube montou uma comissão técnica com nomes famosos como Jordi Cruyff e o técnico Oscar Garcia, antigo membro da comissão técnica do Barcelona. Foi uma campanha de respeito que contou muitas vezes com um futebol convincente. A expectativa é de que o clube possa fazer bonito na Europa na próxima temporada.

Quem levou a Gavía (Copa) foi o Hapoel Ramat Gan, numa acirrada disputa de pênaltis na final contra o Hapoel Kiriat Shmona (Campeão israelense do ano passado). Por essas coisas do futebol, uma semana antes da final da Copa, o Hapoel Ramat Gan havia sido rebaixado para a segunda divisão da Liga, depositando assim todas as fichas na final da Copa para dar uma alegria ao seu torcedor.

No basquete, o tradicional Macabi Tel Aviv foi eliminado este ano nas quartas-de-final da Euroleague. Após um início de ano fraco, os amarelos se recuperaram, conseguiram a classificação de forma heróica, mas não foram páreo para o Real Madrid, que veio a ser em seguida o vice campeão, perdendo na final para o Olympiacos da Grécia.

A Liga israelense de basquete está na sua fase final, e as 4 equipes que deverão disputar as semi-finais são Macabi Tel Aviv, Hapoel Eilat, Macabi Haifa e o tradicional Hapoel Ierushalaim.

No handeball, iniciou a série de jogos finais, entre os rivais de Rishon LeTsion. Hapoel e Macabi. Até aqui, 1 a 0 para o Macabi na melhor de 5 jogos.

No mês passado, o Hapoel Matê Hasher venceu a final do vôlei contra o favorito Macabi Tel Aviv. A equipe venceu também a Copa e conquistou o “double” pela primeira vez nos últimos 10 anos.

No início do mês, a judoca israelense Yarden Gerbi levou a medalha de ouro no Campeonato Europeu de judô. Yarden é vista como um grande talento e será uma das esperanças israelenses de medalha nas próximas Olimpíadas.

Escrito por Bernardo K. Schanz


Na lata

Há algum tempo, a Coca-Cola iniciou (ou reiniciou?) uma campanha na Austrália que colocava nomes de pessoas comuns nos rótulos de seus produtos.

No Brasil a campanha dos “nomes nas latinhas de Coca Zero alcançou um grande sucesso e a marca foi largamente divulgada nas redes sociais. Para muitos, uma lata de coca-cola que portava o seu nome (quase uma “propriedade registrada”) era nada mais, nada menos do que um “troféu” que merecia ser exibido!

Obviamente os programas humorísticos aproveitaram-se do momento. Para o tipo de  comédia “stand-up” tão em voga no Brasil, tratava-se de um prato cheio, considerando que ela surge da observação dos absurdos do cotidiano na sociedade.

O Programa “Porta dos Fundos” lançou uma bomba publicitária que a Coca-Cola jamais poderia produzir, fazendo  graça  com os nomes “esquecidos pela marca” preponderamente nomes de pessoas da camada mais pobre da sociedade.

Acho muito difícil que vocês não tenham assistido este vídeo, mas pela via das dúvidas, é só clicar aqui.

Em Israel a campanha começou há algumas semanas com um sucesso menor do que no Brasil. Talvez seja apenas o início… Veja abaixo alguns nomes em hebraico nas latinhas.

nomes da esquerda para a direita: Omer, Noa e Michal.
nomes da esquerda para a direita: Omer, Noa e Michal.

O interessante é notar que de forma similar aos humoristas brasileiros, os israelenses fizeram  graça  com os nomes “esquecidos pela marca”:

Vale a pena conferir o trabalho nas fotos abaixo. 

– Nomes que transitam na comunidade ortodoxa judaica em rótulos de refrigerantes “Cristal” , o equivalente ao Guaraná Tobi no Brasil

nomes da esquerda para a direita: Chananael, Menachen Mendel, Elkaná, Hasael e Yedidia,
nomes da esquerda para a direita: Chanan’el, Menachem Mendel, Elkaná, Asael e Yedidia,

– Nomes observados na comunidade russa foram estampados em rótulos de garrafas de Vodka. Por que será?

nomes da esqruerda para a direita: Sataas, Hina, Slava, Natasha e Vadim.
Texto:  “Depois da coca cola, outras empresas começaram a colocar nomes em suas garrafas” – nomes da esquerda para a direita: Stas, Ina, Slava, Natasha e Vadim.

Escrito por Marcelo Treistman


Déjà vu

Na última quinta-feira, dia 9, eu voltei de Tel Aviv para Jerusalém à noite e a coisa mais esquisita aconteceu comigo.
Subi no bonde na estação da Rodoviária e um senhora turista começou a falar comigo em inglês:

– Você pode me ajudar a validar a minha passagem?
– Claro. Deixa que eu faço pra você. Pronto.
– Obrigado.
– De nada.
– Se eu quero ir ao shopping Mamilla, tenho descer na estação da Prefeitura?
– Sim, são mais cinco estações à frente.
– Obrigado. Doeu muito parar fazer o seu piercing na sobrancelha?
– Na hora, doeu. Mas hoje é igual a um brinco na orelha.
– Ah, eu jamais conseguiria. Sequer tive coragem de furar minhas orelhas!

O bonde chega na estação HaTurim, alguém se levanta e a senhora turista senta em seu lugar.
Então uma senhora religiosa israelense entre no bonde e começa a falar comigo em hebraico:
– Você pode me ajudar a validar a minha passagem?
– Claro. Deixa que eu faço pra você. Pronto.
– Obrigado.
– De nada.
– Tenho que descer na estação da Prefeitura, são quantas estações daqui?
– São quatro estações à frente.
– Obrigado. Doeu muito parar fazer o seu piercing na sobrancelha?
– Na hora, doeu. Mas hoje é igual a um brinco na orelha.
– Ah, eu jamais conseguiria. Olha: nem tenho as orelhas furadas!

Desci na estação do Shuk e sentei para tomar uma cerveja sozinho porque… sabe como é que é… eu mereci!
Escrito por Claudio Daylac


Expressões do hebraico

“Puxar dinheiro” significa tirar dinheiro do caixa automático. Em Israel, TV e rádio não se liga, se abre. Subir pra cima, perguntar uma pergunta, e outros pleonasmos não somente são aceitos, mas são considerados desejáveis. Sopa não se toma, se come. Quando você quer mandar alguém pra pqp e não quer xingar, deseja-se “que sejas saudável”. “Eu Tarzan, você Jane” não soa nada esquisito, pois o verbo ser não existe no presente. O imperativo é muito importante no hebraico, não se assuste com “sai!”, “dá!”, “traz!”, e tantos outros. Algo muito bom é “uma perda de tempo”.
Escrito por Yair Mau

Comentários    ( 3 )

3 comentários para “Curtinhas – Maio 2013”

Você é humano? *