Infográfico – Eleições Israel 2013

02/01/2013 | Eleições

Projeções para o número de mandatos – Eleições Israel – 2013

 

Israel - Infografico - eleições 2013

Pesquisa realizada pelo Instituo Dachaf em conjunto com o periódico Yedioth Ahronot. Os resultados estão embasados na coleta de dados de 1250 entrevistados aptos a votar nas próximas eleições. Link para a matéria original

Confira nosso  ESPECIAL SOBRE AS ELEIÇÕES EM ISRAEL  e conheça um pouco mais sobre as ideías e propostas  dos partidos que participarão das próximas eleições em Israel.

 

 

Comentários    ( 8 )

8 Responses to “Infográfico – Eleições Israel 2013”

  • Nelson Burd

    02/01/2013 at 21:42

    No canal 2, hoje de manha, deu direita 65 x 55 esquerda.

    • Zuleika K. de Schanz

      03/01/2013 at 15:49

      Finalmente chegou o SITE que realmente nos CONECTA com assuntos, opinioes e comentários que além de interessantíssimos
      são muito importantes para nós que estamos fora.

      MAZAL TOV !!!! Não desistam.

      Abraços a todos.

  • Raul Gottlieb

    04/01/2013 at 10:13

    Os maiores partidos (Likud e Avodá) estão perdendo espaço para os partidos menores (Bait Yehudit, Tnuá e Yesh atid). Isto me parece ser muito ruim para o processo político, pois quanto mais fragmentada for a coalizão mais complicado é governar (pelo menos sem recorrer aos serviços do Marcos Valério).

    Engraçado que o Meretz não participa deste movimento. Ele é o único pequeno que perdeu votos. Porque será?

    Vocês sabem dizer quantos assentos os ortodoxos tem na Knesset atual?

    • Claudio Daylac

      04/01/2013 at 15:10

      Raul,

      Obrigado pela sua visita e pelo seu comentário.

      Concordo com você que a previsão de uma próxima Knesset com um apenas um partido (Likud) que possa ser rotulado de grande e um grande bloco de partidos médios (Avodá, Bait Yehudi, Yesh Atid, Hatnuá e Shas) é péssima para a governabilidade.

      Sobre o Meretz, com apenas três cadeiras na atua legislatura, a previsão de aumentarem pra quatro ou cinco é bastante relevante. Também está previsto um aumento de uma ou duas cadeiras para a bancada árabe.

      Na atual Knesset, Yahadut HaTorá tem 5 cadeiras e o Shas (ainda que este não represente um público 100% ortodoxo, muito pelo contrário) tem 11.

      Um abraço.

  • Raul Gottlieb

    04/01/2013 at 21:34

    Cláudio, para seremos precisos “a bem do contrário” de 100%” zero porcento e o Shas não é bem isto. Ele representa basicamente os sefaradim tradicionalistas, uma parte dos quais é ortodoxa e a outra acha que deveria ser, mas não é. Esta segunda metade dos eleitores do Shas é bem curiosa: a sinagoga deles, na qual eles nunca vão porque não se sentem bem, é ortodoxa. Mas tudo bem, cada um com suas manias. Shabat Shalom, Raul

    • Claudio Daylac

      05/01/2013 at 13:48

      Raul, por mais que concordemos com o perfil do eleitorado do Shas, o fato é que sua bancada é ortodoxa, e se posiciona desta maneira na Knesset. Por isso são sempre incluídos, junto com os ashkenazim, no “bloco ortodoxo”.

      Shabat Shalom!

  • Andre Rozenbaum

    05/01/2013 at 14:43

    O kadima morreu?
    É isso mesmo produção?
    .
    Eu tô de cara em como que o partido novo da Tzipi temganhou um bom numero de cadeiras

    • Claudio Daylac

      06/01/2013 at 12:39

      André,

      para a análise do Kadima, você pode ler os comentários do artigo sobre os partidos menores que concorrem nas atuais eleições.

      Eu e o João respodemos a um outro leitor que fez a mesma pergunta.

      Um abraço,
      Claudio.