Operação Margem de Proteção – 10 de julho

10/07/2014 | Conflito; Sociedade

Israel, 14:45 / Brasil, 8:45


A Operação Margem de Proteção chega ao terceiro dia, com 255 foguetes e mísseis lançados contra Israel, contra mais de 800 pontos atacados pela força aérea israelense na Faixa de Gaza. Atá agora mais de 80 palestinos morreram nos confrontos.

As sirenes foram ouvidas durante toda a manhã de hoje no centro do país (região metropolitana de Tel-Aviv) e, obviamente, em toda a região sul. O Hamas abertamente diz tentar acertar o aeroporto Ben-Gurion, que já teve uma unidade do Domo de Ferro colocada só em sua função. A metrópole de Jerusalém também recebeu uma unidade do aparato para proteger seus cidadãos. Se ontem a novidade foram as sirenes tocadas no norte do país, hoje regiões remotas, em meio ao deserto, foram surpreendidas, como Mitzpe Ramon e Dimona.

As colônias de férias, muito comuns durante as férias de verão, foram canceladas em quase toda a região sul. Algumas creches não funcionaram nestes dias alegando não ter estrutura para levar as crianças para um abrigo.

Pela segunda vez seguida, ativistas do Hamas tentaram ultrapassar a fronteira com Israel pelo mar. O objetivo era invadir o kibutz Zikim, na fronteira, e realizar um atentado. A marinha e o exército conseguiram evitar mais um intento, mas seguem o alerta máximo na região.

Segundo o site Ynet, a força aérea israelense telefona para as residências a serem atingidas, recomendando que civis sem ligação com grupos terroristas abandonem o local para preservarem suas vidas. Os caças também distribuíram papeis recomendando à população que não participe de atividades terroristas. 

Cessar Fogo distante

Ao ser perguntado sobre a possibilidade de estar negociando com o Egito sobre um cessar-fogo, Netanyahu afirmou não estar em contato com ninguém agora sobre o assunto, que não faz parte da sua pauta. Ao ser questionado sobre a duração da operação, o Primeiro Ministro respondeu: “Recebi a solidariedade e apoio do presidente (francês) Fraiçois Hollande e da Primeira Ministra (alemã) Angela Merkel. (…) Não deixaremos de fazer o que nenhum outro país deixaria. Nós não podemos fazer o que a Rússia fez na Chechênia.”

O Presidente palestino Mahammoud Abbas acusa Israel de fazer uma guerra contra todo o povo palestino. Segundo o site do jornal Haaretz, o Egito abriu parte de sua fronteira com Gaza para receber refugiados civis e feridos de Guerra. Uma ação terrestre israelense ainda não está descartada. 

Imagem de destaque: http://mediad.publicbroadcasting.net/p/shared/npr/styles/x_large/nprshared/201407/329756210.jpg

Comentários    ( 2 )

2 Responses to “Operação Margem de Proteção – 10 de julho”

  • Mario S Nusbaum

    10/07/2014 at 17:11

    “Netanyahu afirmou não estar em contato com ninguém agora sobre o assunto,” Mesmo porque seria inútil, pior, contra-producente.

    Segundo o Lobão, e eu concordo, DISCUTIR COM PETISTA É COMO JOGAR XADREZ COM POMBO.ELE VAI DERRUBAR AS PEÇAS,CAGAR NO TABULEIRO E SAIR DE PEITO ESTUFADO CANTANDO VITÓRIA.

    Aplica-se a negociar com o hamas (e AP também, mas não vem ao caso) com um agravante, além disso eles atiram no adversário.

  • Amanda

    12/07/2014 at 17:30

    “a força aérea israelense telefona para as residências a serem atingidas, recomendando que civis sem ligação com grupos terroristas abandonem o local para preservarem suas vidas”. E depois devem completar: “mas se tiverem ligações com grupos terroristas, por favor, permaneçam!”