Pagando o preço da paz

15/08/2014 | Cultura e Esporte

Paz e pagar. As duas palavras em hebraico tem a mesma raiz (SH-L-M), mas não é muito óbvia a conexão entre elas.

Comecemos pela palavra SHaLoM (שָׁלוֹם), paz. Dela pode-se fazer o verbo leSHaLeM, que inicialmente significava “apaziguar”, “acalmar”. No que diz respeito a transações financeiras, como você pode apaziguar o seu credor? Ora, pagando-o! Assim gradualmente o verbo Leshalem foi perdendo o sentido de “apaziguar” e hoje significa apenas “pagar”.

Achou forçado, né? Eu também. Mas vejam só, este processo não aconteceu apenas no hebraico. Da palavra latina Pax (paz), foi derivado o verbo Pacare, com o sentido de “acalmar”, “apaziguar”. O resto da história vocês já leram acima, e hoje o Pacare latino é o “pagar” em português. Existe até a expressão (não muito usada) de “apaziguar a dívida”.

Shalom também costumava ter a conotação de “segurança”, alem de “paz”. Daí as expressões em hebraico “vá em paz/segurança” (סַע לַשָּׁלוֹם = sa leshalom), “voltem em paz/segurança” (חִזְרוּ בַּשָּׁלוֹם = chizru beshalom) e “saudável e em paz/segurança” (בָּרִיא וְשָׁלֵם = bari veshalem, exatamente “são e salvo”).

Um terceiro significado. A palavra “completo” em hebraico também tem a mesma raiz, e se diz Shalem (שָׁלֵם). Este é o mesmo Shalem da frase acima, “são e salvo”, tanto que aos ouvidos do israelense de hoje, a frase diz “são e inteiro”. Em várias outras línguas semitas o mesmo ocorre, “completo/inteiro” tem também o sentido de “pagar”. Na língua acádia, que se falava na Mesopotâmia, “šalāmu” significa inteiro ou pago, e em fenício o verbo Shalem significava completar ou retribuir.

Shalom (hebraico) e Salaam (árabe)
Shalom (hebraico) e Salaam (árabe)

Vamos ver quantas palavras é possível formar com a raiz SH-L-M. Prestem atenção na raiz, as três consoantes sempre vem na mesma ordem, e a elas são adicionados prefixos, sufixos e, claro, vogais:
shalom = שָׁלוֹם = paz
hishlim = הִשְׁלִים = tanto “completou” quanto “aceitou” / “fez as pazes”
hushlam = הֻשְׁלַם= foi completado
mushlam = מֻשְׁלָם = perfeito (literalmente “completado”, assim como em latim perfectus significa completado, feito até o final)
shlemut = שְׁלֵמוּת = perfeição
shilem = שִׁלֵּם = pagou
shulam = שֻׁלַּם = foi pago
tashlum = תַּשְׁלוּם = pagamento
tashlumim = תַּשְׁלוּמִים = prestações
shilum = שִׁלּוּם = reparação, remuneração, recompensa
hishtalem = הִשְׁתַּלֵּם = tanto “capacitou-se” (completou os estudos), quanto “valeu a pena”, foi lucrativo, de bom proveito
hishtalmut = הִשְׁתַּלְּמוּת = capacitação (“completar” os estudos)
sholem = שֹׁלֶם = ficar em paz com alguém dando o dedo mínimo, o contrário de “brogez” (ברוגז)

Ufa! Tem mais? Tem, claro.

O rei de Israel, filho de David, se chama Shlomo (שְׁלֹמֹה), em português Salomão. A bíblia hebraica (Tanach) não explica o porque de seu nome, supõe-se que tenha a ver com paz (shalom) e perfeição (shlemut). Outros nomes com a mesma raiz são Shalom, Shlomi, Avshalom (o pai da paz), e Shlomit (para mulheres).

Mosaico antigo que diz "Paz sobre Israel" (שלום על ישראל)
Mosaico antigo que diz “Paz sobre Israel” (שלום על ישראל)

Expressões com Shalom existem aos montes, as principais são:
– Como vai? se diz “Ma Shlomcha” (מה שלומך, o sufixo depois de “shlom” muda, depende de com quem se fala, homem, mulher, plural). Significa literalmente “qual é a tua paz?”
– Manda lembranças! Timsor Dash (תמסור ד”ש), onde dash é sigla de Drishat Shalom, literalmente uma “exigência de paz”.
– Que descanse em paz (se diz de alguém morto), alav hashalom (עָלָיו הַשָּׁלוֹם), literalmente “a paz sobre ele”.
– Olá! Bem vindo! Shalom alecha (שָׁלוֹם עָלֶיך), literalmente “a paz sobre você”.

Aliás, este último, shalom alechem (no plural), é igualzinho ao árabe as-Salaamu Aleikum. Falando em árabe, do significado de completeza de SH-L-M (que em árabe é simplesmente S-L-M), deriva a palavra iSLaM, significando submissão, ou “confiar toda a sua inteireza a outro” (diga-se de passagem, lembra bastante o segundo versículo de Shmá Israel, “Amarás o Senhor, teu Deus, com todo o coração, com toda a tua alma e com todas as tuas forças”). Aquele que se submete a Deus é o muSLiM, ou muÇuLMano em português.

Já me estendi demais com o tema, conto mais uma outra hora… Ah! Shalom em hebraico também significa “olá” e “adeus”. Shalom!

Fontes:
YNET, Wikipedia
Imagens:
Imagem de capa: Flickr de Joe Goldberg, segundo a seguinte licença Creative Commons.
Mosaico: Wikipedia
Bandeira: Wikipedia

Comentários    ( )

One Response to “Pagando o preço da paz”

  • Rafael Stern

    18/08/2014 at 23:58

    Yair, parabéns por mais um post sensacional!

    O rei David queria construir um templo para D’s, e não pôde pois suas “mãos estavam sujas de sangue”, tanto devido às inúmeras guerras e consequentes matanças que ele realizou, quanto devido ao episódio específico de ter mandado à morte o marido da Bat Sheva para poder ficar com ela. Mas D’s prometeu a David que seu filho, que reinaria na paz, poderia construir o templo. Talvez por isso ele se chamou Shlomo, pois nasceu para a paz. Quem sabe…
    Shulamit também tem o mesmo shoresh, né?